Casa do Alinhador
63 3217-1067
99979-1726

Os tipos de manutenção para equipamentos mecânicos

Os tipos de manutenção para equipamentos mecânicos

Uma empresa prestadora de serviços do ramo automotivo não pode deixar de dar atenção exclusiva para todos os tipo de manutenção. Isso serve para reduzir custos, gastando apenas com bons investimentos e não com erros que poderiam ter sido evitados. Acompanhar o funcionamento do maquinário, equipamentos e peças é uma maneira eficaz para prevenir qualquer tipo de interrupção na produtividade.

Isso mostra a importância da gestão de manutenção. E para que ela se faça eficaz, deve-se saber a diferença entre manutenção preventiva, preditiva e corretiva.

Tipos de manutenção

São divididos em:

  • Manutenção Planejada, que se subdivide em preditiva, preventiva e corretiva;
  • Manutenção Não Planejada.

Agora, finalmente, vamos aprender o que são na prática!

Manutenção preventiva

É efetuada com a intenção de reduzir probabilidade de falha de determinada máquina ou equipamento, ou até mesmo a degradação de um serviço prestado. É uma intervenção programada para antes do previsto para o aparecimento de uma falha, ou seja, são inspeções sistemáticas, ajustes, conservação e eliminação de defeitos.

É feita seguindo um cronograma ou os índices de funcionamentos das máquinas. Geralmente, o período da revisão é baseado nas recomendações do fabricante.

É realizada em conformidade com um cronograma ou com índices de funcionamento da máquina. Normalmente, o período de revisão é baseado em históricos ou recomendações do fabricante. Alguns exemplos de manutenção preventiva são:

  • Lubrificações periódicas;
  • Revisões sistemáticas do equipamento;
  • Planos de calibração e de aferição de instrumentos;
  • Planos de inspeção de equipamentos.

1. Manutenção preventiva por tempo

São os serviços preestabelecidos através de programação, como preventiva sistemática, lubrificação, inspeção ou rotina, sempre definidas por datas, horas de funcionamento, quilômetros rodados etc.

2. Manutenção preventiva por estado

São serviços executados em função da condição operativa do equipamento, como reparos de defeitos, reformas ou revisão geral.

Por conta da desmontagem do equipamento, alguns componentes são substituídos antes mesmo do fim da sua vida útil, e tais componentes podem apresentar falhas de montagem, além de ser um sistema de revisão de alto custo. Por isso, pode não ser tão vantajoso, dependendo do que você deseja. 

Manutenção corretiva

Como o próprio nome deixa claro, serve para corrigir falhas. É realizada quando o equipamento já apresenta irregularidade em alguma das peças, sendo necessária sua substituição. É uma manutenção necessária quando acontece uma falha inesperada, ou então quando ela é detectada a tempo, a fim de evitar problemas maiores no futuro. Ela é dividida em dois subtipos: 

1. Manutenção corretiva planejada

É o acompanhamento de uma máquina, buscando corrigir algum erro que possa aparecer, sempre mediante planejamento. 

2. Manutenção corretiva não planejada

É dada após a identificação do erro. Implica em custos muito mais altos em relação à primeira opção, pois é necessário que o equipamento seja reparado imediatamente.

Devido ao caráter emergencial, as horas extras dos profissionais da manutenção são grandes, oferecendo até mesmo condições desfavoráveis de trabalho, havendo chances maiores de acidentes por conta da pressão em fazer o maquinário voltar a produzir.

Manutenção preditiva

Consiste no acompanhamento periódico das máquinas, através de dados coletados em inspeções, que indicam seu nível de desgaste. É um processo que prediz o tempo de vida útil das peças e equipamentos e as condições para um melhor aproveitamento do tempo de vida útil delas. Pode ser realizada através de análise de vibração, ultrassom, inspeção visual, dentre outras que não causem danos aos equipamentos. A manutenção preditiva visa:

  • Determinar a necessidade de serviços de manutenção numa peça específica de um equipamento;
  • Cortar desmontagens desnecessárias;
  • Aumentar o tempo de usabilidade dos equipamentos;
  • Diminuir o trabalho de emergência não planejado;
  • Evitar aumento de danos;
  • Aproveitar a vida útil total das peças de um equipamento;
  • Aumentar o grau de confiança no desempenho de um equipamento ou linha de produção.

A principal finalidade da manutenção preditiva é a redução de custos de manutenção e aumento da produtividade. Ela exige utilização de aparelhos usados para registrar diversos indicadores nas máquinas, como pressão, temperatura, desempenho e aceleração.

Por mais que pareça similar à manutenção preventiva, não se engane. Na preditiva, os programas baseiam-se no estado real dos equipamentos e na determinação de quando a manutenção será feita para evitar custos. O principal diferencial está nos equipamentos, que a tornam até a mesmo mais viável.

Este artigo foi útil para você? Seu feedback é muito importante para nós. Deixe seu comentário, curta, compartilhe e assine a nossa newsletter!

Inscreva-se para Receber Novidades

loading...

Como Chegar

712 Sul, Avenida. LO 19, Lt 15 Palmas - Tocantins | 77022-422

Telefones

63 3217-1067

63 99979-1726